Hospital INC - Instituto de Neurologia de Curitiba

Neurocirurgião criado entre a Alemanha e Curitiba estreita laços da medicina com intercâmbios inovadores

Dr. Kristofer Ramina, do Hospital INC, coordena uma parceria entre a instituição e a Universidade de Tübingen.

A neurocirurgia é uma área da medicina que evolui a cada ano. Quase futurísticos, alguns de seus procedimentos são revolucionários justamente por curar doenças e tumores que, há menos de 20 anos, seriam determinantes na vida de um paciente. Para o neurocirurgião Dr. Kristofer Ramina, que intercalou sua vida entre Curitiba e Alemanha, ainda há espaço para fazer mais no país.

“Com minha vivência em Tübingen, me acostumei a práticas que são favoráveis aos pacientes e inéditas no Brasil”, afirma ele, parceiro do Hospital INC, uma das maiores referências no setor na América Latina. “Uma delas é a cirurgia semisentada, em que a posição do paciente favorece a retirada de tumores na base craniana. É uma expertise que, com o intercâmbio com a universidade onde me formei, quero trazer ao Brasil”.

Ex-Chefe da Organização do Setor de Base de Crânio e Junção Crânio Cervical na universidade de Eberhard Karls Universität Tübingen, que conta com 25 residentes e cinco salas cirúrgicas para procedimentos diversos, Dr. Ramina aposta na colaboração internacional dos profissionais brasileiros e alemães para evoluir ainda mais a prática no Hospital INC e, consequentemente, no Brasil.

O neurocirurgião possui dupla nacionalidade: nascido em Curitiba, aos oito meses de idade foi morar na Alemanha. De lá, regressou à capital paranaense com cinco anos de idade. Estudou no Colégio Suíço Brasileiro e cursou Medicina na Famema (Faculdade de Medicina de Marília), no interior de São Paulo. Fez residência de neurocirurgia na UKT- Alemanha e se tornou chefe da base de crânio no mesmo hospital, exercendo a prática da neurocirurgia por 13 anos na Alemanha.

“Já existe uma colaboração profissional entre Tübigen e o Hospital INC no sentido de troca de informações e cursos para profissionais, mas ainda em 2020 devemos formalizar isso como um projeto permanente”, afirma o médico. “Queremos alunos viajando e aprendendo o máximo possível com essa troca”.

Desde que se mudou para a Alemanha, em 2007, Dr. Kristofer Ramina participa do projeto do ATCHYN que consiste em um intercâmbio com a Academia Brasileira de Neurocirurgia que já trouxe mais de 110 jovens neurocirurgiões brasileiros para cursos na Alemanha. Os jovens neurocirurgiões permanecem um mês em Tübingen, participando das reuniões da manhã, palestras à tarde e no final do curso participam de um curso de Base de Crânio na anatomia com hands-on, sob coordenação de Krisfofer.

Fonte: Topview, 10/07/2020