Hospital INC - Instituto de Neurologia de Curitiba

Novo tratamento dá qualidade de vida para doente de Parkinson

A Doença de Parkinson – progressiva e incapacitante, é a segunda patologia neurodegenerativa que mais acomete os seres humanos, com uma taxa de incidência de 1,5% da população acima de 65 anos.

A doença é provocada pela diminuição dos índices de dopamina, substância que opera como um mensageiro químico cerebral nos centros que comandam os movimentos. É caracterizada sobretudo pela ocorrência de tremores, rigidez do tronco e dos membros e lentidão dos movimentos.

Apesar de não existir uma cura para o Parkinson, nos últimos anos houve grandes avanços no tratamento. Dentre os procedimentos, o marco passo cerebral voltou a ser estudado a partir da descoberta de biomarcadores, usados para enviar estímulos elétricos somente quando necessário, melhorando os sintomas da doença e reduzindo os efeitos colaterais.

O neurologista do Instituto de Neurologia de Curitiba, Dr. Murilo Sousa de Meneses, explicou quais os primeiros sintomas e a evolução em opções de tratamento menos invasivas para os pacientes.

Ouça a entrevista completa aqui

Fonte: CBN Curitiba | 05/10/2020