Hospital INC - Instituto de Neurologia de Curitiba

Pandemia causa atraso no diagnóstico da esclerose múltipla; doença afeta 40 mil brasileiros

A segunda-feira (30) marca o Dia Nacional de Conscientização Sobre a Esclerose Múltipla, doença que afeta cerca de 40 mil brasileiros e mais de 2,8 milhões de pessoas no mundo. A data serve para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce e do tratamento adequado da doença. A doença ainda não tem cura, mas o diagnóstico precoce e o tratamento impedem a progressão da enfermidade.

Essa é a segunda doença neurológica que mais causa sequelas em jovens e adultos jovens após o traumatismo. No entanto, a pandemia da Covid-19 acabou contribuindo para o atraso do diagnóstico da esclerose múltipla, como explica o neurologista Henry Sato, chefe do Setor de Neuroimunologia do Hospital INC, em Curitiba.

Henry Sato diz ainda que o diagnóstico da doença e muitos sintomas são confundidos com causas de outras especialidades.

A esclerose múltipla é uma doença neurológica crônica e ataca basicamente os neurônios do encéfalo e medula espinhal formando áreas com perda de mielina, que é uma proteína que ajuda na transmissão dos impulsos elétricos.

Confira a matéria completa clicando aqui!

Fonte: CBN Curitiba | 27/08/2021